Como aumentar faturamento de loja: passo a passo

Você com acesso mensal aos conteúdos mais relevantes de logística para e-commerce e varejo

Mesmo em negócios já consolidados, uma pergunta está sempre na cabeça do empreendedor: como aumentar faturamento de loja?

Muitas vezes, nada parece se adequar ao perfil do negócio. Mas não precisa ser assim.

Talvez o que falte seja um pouco mais de estratégia aliada a uma boa dose de persistência.

Afinal, nos negócios, os bons resultados surgem com o tempo.

O problema é que tempo é algo que muitas empresas brasileiras não têm, já que nem todas chegam aos cinco anos de vida.

Nesses casos, de acordo com o Sebrae, há falhas em aspectos básicos, como na ausência de planejamento e de conhecimento sobre o mercado.

Ou seja, o que falta não são clientes, mas aplicar as melhores estratégias, recursos e ferramentas para que eles apareçam.

Saber como aumentar faturamento de loja passa por isso.

A boa notícia é que, para você, os dias de angústia podem ficar para trás.

Para isso, acompanhe as dicas a seguir e incremente as receitas no seu negócio!

Como aumentar o faturamento de loja em 8 passos

Existe uma expressão usada para se referir ao lojista que abre um negócio, mas não faz nada para atrair clientes: é o marketing de reza.

O ponto de venda fica parado e só resta ao proprietário rezar para que as pessoas notem que ali existe uma loja.

Como faturar mais se você não conta com um giro de clientes minimamente satisfatório?

Por isso, é necessário investir em estratégias, técnicas, conceitos e ferramentas que combinem com o perfil do seu público.

É isso que vamos mostrar como fazer a partir de agora. 

1. Invista em marketing digital

A loja é física, mas o marketing pode ser online.

Afinal, você não irá reclamar se os clientes chegarem a partir de uma publicação no Facebook ou de um sorteio no Instagram, concorda?

O básico a saber sobre uma estratégia de marketing digital é:

  • Conheça quem é seu público, o que procura na internet e o que gosta de ler e consumir
  • Saiba também quais são as suas redes sociais preferidas dos potenciais clientes
  • Crie publicações, faça sorteios e concursos, divulgue fotos e todo o tipo de material que gera interação e engajamento
  • Sobretudo, anuncie promoções e ofereça motivos para o cliente visitar a sua loja

Lembrando ainda que, com a regulamentação dos pagamentos via WhatsApp no Brasil, tem como aumentar faturamento de loja com vendas pelo aplicativo também.

2. Diversifique a oferta

Imagine uma loja de calçados que só venda modelos de mocassim.

Ou uma loja de roupas onde o consumidor só encontre opções de calça jeans.

É claro que a estratégia de ser especialista em um produto funciona para atrair clientes interessados nele.

Mas não dá para ignorar que isso limita bastante o fluxo de consumidores na loja.

Quando falamos em diversificar a oferta, nem estamos nos referindo apenas ao produto principal do estabelecimento.

Lojas de calçados e de roupas, por exemplo, podem ter um estande com produtos relacionados ao gosto do seu público, como itens de maquiagem.

Tome como exemplo as farmácias, onde hoje você encontra até brinquedos na seção infantil.

O que seria delas se vendessem apenas remédios?

É nisso que você deve pensar ao olhar para a própria loja.

A pergunta a responder é: o que mais você pode vender que interessa ao seu público e pode ajudar a atrair clientes?

Ao encontrar a resposta, você estará mais perto de aumentar o faturamento.

3. Precifique estrategicamente 

O preço é um fiel da balança no varejo.

Mesmo fora do comércio popular, o consumidor quer economia.

Se ele puder levar o mesmo produto por um valor mais em conta, por que recusaria?

É por isso que a precificação na sua loja deve ser estratégica.

Fique de olho nos concorrentes para acompanhar a média do mercado e, sempre que possível, aplicar descontos.

Promoções sazonais e liquidações bem elaboradas podem impactar positivamente no seu faturamento.

Só não se esqueça de olhar também para o caixa, de modo a não afetar sua margem de lucro e acabar comprometendo a sustentabilidade da loja.

4. Contrate, treine e capacite 

O maior patrimônio de uma empresa são as pessoas.

Sem gente capacitada, um negócio pode até nascer, mas está fadado ao fracasso.

Como aumentar o faturamento se ninguém sabe o que fazer? Ou, pior ainda, se há falhas no atendimento que comprometem a experiência do consumidor na loja?

Por isso, é importante contratar as pessoas certas.

Mas a missão não acaba por aí, porque essas pessoas precisam ser constantemente treinadas e capacitadas.

Converse com os funcionários, identifique as necessidades, promova treinamentos e institua o feedback na cultura da empresa.

5. Agregue novas formas de pagamento 

Quanto mais facilidades na cobrança uma loja oferece, maior a sua capacidade de atrair clientes.

Aceitar apenas pagamentos em dinheiro, por exemplo, é algo completamente fora da realidade varejista.

Sendo assim, cartões de crédito e de débito são um instrumento básico, mas você pode ir além.

Que tal receber pagamentos instantâneos com o Pix?

É seguro, fácil, cômodo para o cliente e, certamente, seus concorrentes já estão utilizando.

6. Monitore o ticket médio 

Um dos mais importantes indicadores de performance (KPIs) para quem opera no varejo é o ticket médio.

Como o nome sugere, seu papel é mostrar quanto, em média, os clientes estão gastando em compras na sua loja.

Para descobrir, é muito fácil.

Tenha em mãos os valores de vendas mensais e divida pelo número de clientes naquele período. 

Por exemplo, sua loja faturou R$ 18 mil em 30 dias e, nesse período, teve 150 clientes.

Fazendo as contas, você identifica um ticket médio de R$ 120.

Monitore esse índice mês a mês para que possa acompanhar a evolução do faturamento.

Além disso, use as informações que coletar para identificar os produtos mais vendidos e o perfil de público que mais compra.

É com base nesses dados que você pode melhorar a estratégia:  vendendo mais para os mesmos clientes e, assim, aumentando o faturamento.

7. Acompanhe a concorrência 

Já falamos sobre a importância de monitorar os concorrentes na dica sobre precificação.

No entanto, é preciso fazer isso também para identificar quais ações eles têm adotado para atrair e reter clientes.

Essa é uma técnica chamada de benchmarking, que não compreende copiar as estratégias, mas se inspirar naquilo que deu certo ou errado para fazer do seu jeito - e melhor.

Não tem como aumentar faturamento de loja se você destoa do seu mercado.

8. Faça da loja um ponto de retirada 

Sabe quando você compra online e o e-commerce oferece a possibilidade de retirada em loja?

É uma facilidade e tanto para o consumidor, que não precisa estar em casa, aguardando o entregador, para ter acesso ao produto.

Mas você já pensou que muitas das lojas virtuais não têm um estabelecimento físico para destinar a mercadoria para essa retirada?

E se falarmos que você pode ser esse estabelecimento?

É aí que entra a Pegaki.

Com tecnologia, realizamos a intermediação da sua loja com os principais e-commerces do país e a transformamos em um ponto de retirada, do inglês pick up points.

Assim, você aumenta o fluxo de clientes, pode gerar vendas adicionais e ainda recebe uma taxa pelo serviço.

Tudo que você precisa é se cadastrar como um dos parceiros da Pegaki e aproveitar todas as vantagens.

Faturamento de loja x lucro: qual a diferença?

Você pode não ter pensado sobre isso ainda, mas tem como reforçar o caixa com ações relacionadas também à gestão e não somente às vendas.

Sobre isso, vale um rápido esclarecimento sobre conceitos.

Faturamento corresponde a todas as receitas. Ou seja, é o dinheiro das vendas.

Já o lucro é o dinheiro que sobra após descontar todos os gastos do faturamento.

Quando uma loja de calçados vende um tênis por R$ 200, precisa descontar desse valor não apenas o que pagou na compra para revender, mas também impostos e outras despesas da loja.

Além dos tributos, folha de pagamento, contas de consumo e aluguel são gastos comuns.

A verdade é que todas as dicas sobre como aumentar faturamento de loja são válidas, mas não terão valor se as suas receitas não cobrirem as despesas.

Afinal, você não quer fechar o mês no vermelho, não é mesmo?

Para reduzir custos, o melhor a fazer é conversar com um contador, pois há gastos com impostos que podem ser legalmente reduzidos.

Isso sem falar na negociação com fornecedores para abastecer o estoque com economia.

Pegaki ajuda sua loja a aumentar o faturamento

Animado para colocar as dicas em prática e aumentar seu faturamento?

Nós também estamos em poder participar do seu crescimento enquanto lojista.

Por isso, vamos listar mais alguns conteúdos que explicam como funciona o modelo de pontos de retirada - e as vantagens para a sua loja:

Por fim, fique com esta estatística que observamos em estabelecimentos parceiros: em 30% das vezes que o cliente retira um produto na loja, ele faz uma compra adicional.

Então, não deixe para depois! 

Conte com a Pegaki e transforme seu espaço em fonte de renda para o seu negócio.

Você com acesso mensal aos conteúdos mais relevantes de logística para e-commerce e varejo