Como aumentar o fluxo de clientes em loja

Como aumentar o fluxo de clientes: 10 estratégias para lojas


Como aumentar o fluxo de clientes em uma loja física?

Se você se vê diante desse desafio, fique tranquilo.

Vamos abrir este conteúdo com uma boa notícia: existem estratégias sob medida para o seu negócio.

Sim, você pode ver sua loja cheia, com grande circulação de pessoas e crescimento nas vendas e no faturamento.

Felizmente, estamos falando sobre soluções que podem ser implementadas com relativa rapidez e sem demandar altos investimentos.

E mais: a pandemia do coronavírus veio nos ensinar que ninguém pode se dar ao luxo de ficar parado, esperando que os clientes simplesmente apareçam.

Quem faz do mesmo fica para trás, então, é hora de inovar no varejo.

A partir de agora, você vai descobrir como.

Acompanhe nossas dicas e informações até o final do texto!

Como aumentar o fluxo de clientes na loja

Aprender como aumentar o fluxo de clientes na loja exige fazer diferente, como já destacamos na abertura do texto.

Seja em cenários de crise ou não, o lojista precisa ter uma postura pró-ativa no sentido de atrair o maior número de possíveis compradores para uma loja.

O lado bom da história é que ninguém precisa inventar a roda para que isso aconteça. 

Com medidas relativamente simples, é possível ter respostas muito boas em um curto espaço de tempo.

O primeiro passo, como veremos a seguir, é caprichar naquele que pode ser considerado o principal “imã” de clientes: a vitrine.

1. Tenha uma vitrine convidativa

Segundo o Sebrae, a vitrine é responsável por 80% do impacto visual de uma loja, definindo a impressão que o cliente tem dela. 

Assim sendo, não dá para se descuidar desse item fundamental.

Nesse quesito, o foco deve ser a montagem de uma vitrine que seja visualmente atraente por meio da distribuição dos produtos e do design.

Por isso, vale apostar na criatividade para compor um cenário em que o cliente sinta vontade de estar.

Uma boa alternativa é combinar produtos que sejam complementares, de modo a potencializar a venda por meio do cross sell e upsell, estratégias sobre as quais falaremos ainda neste conteúdo.

Não deixe de explorar todas as oportunidades das datas comemorativas, criando vitrines temáticas que dialoguem com as pessoas homenageadas.

2. Explore o marketing digital 

Não chega a ser novidade que o consumidor, hoje, é omnichannel.

Seu comportamento costuma ser bastante imprevisível, exigindo das lojas muito preparo para atender bem tanto online quanto presencialmente.

Nesse aspecto, o marketing digital é uma excelente maneira de atrair clientes também para uma loja física.

Isso porque o consumidor omnichannel, em muitos casos, pesquisa na internet para comprar em uma unidade física.

Nada mais justo, então, que você divulgue produtos ou anuncie promoções e ofertas nos canais digitais.

As redes sociais são a estratégia mais utilizada para isso.

Você pode, por exemplo, fazer sorteios ou concursos em plataformas como Facebook e Instagram.

Aproveite que esse espaço é seu para atingir o maior número de pessoas possível na sua região.

Também vale usar WhatsApp e e-mail para comunicações exclusivas, que sirvam como motivo para o cliente visitar a loja e convidar outras pessoas a fazerem o mesmo.

Mas anote aí: só contate o cliente nos canais que ele autoriza a receber suas mensagens.

3. Invista no bom atendimento 

Você sabia que as pessoas da geração Millennials (nascidos entre o início da década de 80 e os anos 1990) aceitam pagar até 21% a mais só para serem bem atendidas?

Estar preparado para atender bem é essencial para chamar mais consumidores para a loja.

Lembre que, hoje, as pessoas compartilham informações com cada vez mais rapidez.

Um atendimento mal feito pode gerar avaliações negativas não só em seus canais digitais, mas em sites de defesa do consumidor e na própria comunidade no entorno da loja.

Se isso acontece, o risco de ter a reputação arranhada é muito alto.

Por outro lado, uma loja que se destaca pelo bom atendimento terá sempre muito mais chances de atrair clientes e de ter um ótimo fluxo de compradores fiéis.

4. Envolva antigos clientes 

Philip Kotler é considerado o pai do marketing moderno.

Como não poderia deixar de ser, é também uma ótima referência para quem está pesquisando sobre como aumentar o fluxo de clientes.

Uma de suas principais frases diz que “atrair novos clientes pode custar até 7 vezes mais do que manter os já que conhecem seus produtos”.

De fato, se avaliarmos com mais cuidado, vamos perceber que o fluxo de clientes em uma loja não precisa ser, necessariamente, de pessoas que estão ali pela primeira vez.

Na verdade, um fluxo composto por clientes antigos é até melhor, já que são pessoas que já conhecem o que você tem para vender. 

Ou seja, são clientes mais educados a respeito dos seus próprios problemas e das soluções de que precisam.

Sendo assim, não deixe de envolver clientes já conhecidos, usando para isso o marketing digital e soluções tradicionais - vale até recorrer a panfletos.

5. Crie promoções 

Os métodos que vimos para aumentar o fluxo de clientes até agora são, de certa forma, indiretos.

Nesse caso, uma forma de atrair mais pessoas para o seu espaço é lançar promoções, seja na forma de descontos ou mesmo com brindes.

Para saber o que funciona melhor, vale dar uma espiada no que empresas do mesmo segmento fazem.

Mas, atenção: não deixe de calcular os impactos da futura ação promocional em seu orçamento e os custos que ela deve gerar.

Afinal, criar uma demanda para a qual seu negócio não está preparado para atender é um verdadeiro “tiro no pé”.

Com tudo na ponta do lápis, esse tipo de ação tem alto potencial de sucesso.

6. Desenvolva um pós-venda

Não é de hoje que o pós-venda é usado como uma forma de fidelizar clientes.

Porém, cada vez mais, novos segmentos percebem a importância da estratégia, incluindo o varejo.

Afinal, há bens de consumo que pedem uma atenção especial depois da venda, como eletrodomésticos e eletrônicos.

No entanto, mercadorias de menor valor agregado também podem ser alvo de ações de pós-venda.

Como vimos antes, é muito mais barato reter clientes já conhecidos do que atrair novos.

Por isso, uma compra realizada não deve ser tratada como o fim de um relacionamento, mas o começo de uma história duradoura entre você e seu cliente.

Um bom exemplo disso são as redes de supermercados que usam estratégias como o envio de emails, SMS e até correspondência para se fazer lembrar por seus clientes.

A principal lição aqui é: esteja em contato permanente com seus clientes e se faça presente na vida deles.

7. Facilite o pagamento

É muito ruim para as vendas quando o lojista é inflexível com formas diferentes de pagamento.

Você deve estar disposto a aceitar dinheiro, cartões, Pix, PicPay e outros meios.

Não que seja necessário oferecer todas essas possibilidades.

Até para economizar em custos, a dica é disponibilizar ao cliente a forma de pagamento que ele prefere.

E não se esqueça de divulgar essas opções, já que são elas que vão funcionar como um chamariz para clientes.

8. Posicione banners na parte externa 

O uso de banners e cartazes pode parecer uma estratégia simples demais, mas quem a usa geralmente tem bons resultados.

Isso vale especialmente para lojas mais “escondidas” ou não tão visíveis da rua.

Nesse caso, um simples banner posicionado na calçada ou área de maior movimento, chamando a atenção para o seu negócio, ajuda a chamar mais pessoas.

9. Faça cross sell e upsell

Cross sell é a estratégia pela qual uma loja vende uma mercadoria cujo uso complementa o de uma outra.

É o caso de produtos como calças e cintos, meias e calçados, entre outros.

Tem como aumentar o fluxo de clientes dessa forma porque você permite a eles encontrarem tudo o que precisam em um só lugar.

Já o upsell é a venda de produtos de maior valor agregado para clientes com perfil mais exigente ou que possam pagar mais.

Use ambas para atrair clientes e, claro, para aumentar o valor de seu ticket médio.

10. Seja um ponto pick up 

De acordo com eMarketer, as vendas por click and collect devem crescer 106% só em 2021.

Nesse sistema, o consumidor compra online e retira em loja física.

Como nem todo e-commerce dispõe de uma unidade física, a solução para eles é recorrer a estabelecimentos parceiros.

Esses, por sua vez, recebem uma taxa por funcionarem como ponto de retirada e ainda são beneficiados com o aumento no fluxo de pessoas na loja.

Gosta da ideia? Comece agora, sem custo algum, se cadastrando como ponto pick up da Pegaki.

Maior fluxo de clientes, mais vendas

É verdade que o fluxo de clientes, por si só, não garante vendas. No entanto, elas não acontecem sem pessoas presentes na loja.

Por essa razão, é preciso garantir que o ponto de venda tenha sempre movimento.

Quanto mais pessoas circularem por uma loja, maiores as chances de fazer novas vendas, concorda?

Por outro lado, é preciso adotar a estratégia certa, para que sua loja receba um público qualificado para comprar.

Nesse sentido, investir nas táticas que listamos pode ser o segredo do sucesso no seu negócio.

Pegaki ajuda você a aumentar o fluxo de clientes

Neste texto, você aprendeu como aumentar o fluxo de clientes de forma consistente e sem depender tanto de ações promocionais.

Entre todas as alternativas, não poderíamos deixar de destacar a ideia de fazer da sua loja um ponto de retirada para entregas, trocas e devoluções de itens comprados online.

O sistema de pontos pick up é uma estratégia inteligente para incrementar o movimento  e, por consequência, as vendas.

Para começar, é muito fácil!

Seja um parceiro Pegaki e aproveite todas as vantagens desse modelo.